PR-2

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Universidade Federal do Rio de Janeiro




Resultado Edital PV
Leia Mais...
Resultado Edital PVS
Leia Mais...
Calendário Avaliação Quadrienal - CAPES
Leia Mais...

PDSE 2017 - Reabertura dos pleitos

A CAPES, divulgou a reabertura das inscrições para os pleitos de bolsa de Doutorado Sanduíche, através do Edital nº 19 de 12/07/2016 (que segue em anexo).

Obs.: Abaixo o calendário para os pleitos de bolsa PDSE em nossa IES.

Etapas

Datas

Seleção Interna pela IES

Até 30 de setembro de 2016

Inscrições e submissão de documentos à Capes pelos candidatos

Até 21 de outubro de 2016

Indicação via Memorando à PR2

Até 11/10/2016

Homologação pela IES no sistema da Capes

De 01 de novembro a 30 de novembro de 2016

Complementação de documentos

Até 30 de janeiro de 2017

Início dos estudos no exterior

Março a outubro de 2017


Cada programa de doutorado fará jus a (uma) cota para o ano de 2017, o que equivale a 12 meses. A duração da bolsa é de no mínimo (quatro) e de, no máximo, 12(doze) meses.

Para maiores informações sobre o PDSE/CAPES, consultar a página:

http://capes.gov.br/bolsas/bolsas-no-exterior/programa-de-doutorado-sanduiche-no-exterior-pdse 

Orientações para seleção PDSE/CAPES

1-      A coordenação de pós-graduação deve providenciar a seleção dos alunos que irão se candidatar à bolsa PDSE. Fica sob a responsabilidade do curso a análise da documentação exigida pela Capes, de acordo com os requisitos colocados pela Agência de Fomento, bem como a constituição de uma Comissão especialmente para a seleção interna dos candidatos ao Doutorado Sanduíche (Observar o item 5.3.1 do Edital quanto à formação da comissão). As propostas selecionadas devem constar em Termo de Seleção de Candidatura

2-      Dentre os todos os Requisitos e Atribuições do Candidato, chama-se atenção, pois somente os doutorandos que obtiveram aprovação no exame de qualificação ou aqueles que estão regularmente matriculados e tenham cursado, no mínimo, 12 meses do programa, até o momento da seleção, poderão pleitear a bolsa PDSE (Observar alteração do item 4.1.1, parágrafo VII do Edital PDSE nº 19/2016: 

"DA ALTERAÇÃO DO ITEM VII NO SUBITEM 4.1.1

4.1 Requisitos e Atribuições do Candidato

4.1.1 O candidato deverá, obrigatoriamente, preencher os seguintes requisitos:

[...]

ONDE SE LÊ

VII- ter obtido aprovação no exame de qualificação;

LEIA-SE

VII- ter obtido aprovação no exame de qualificação ou estar regularmente matriculado e ter cursado, no mínimo 12 meses do programa, no momento da inscrição;"

3-      Após a seleção interna da proposta na Coordenação de Pós-Graduação, sendo cumpridos todos os critérios relacionados à seleção e adequação da documentação apresentada às exigências do Edital nº 19, apenas os candidatos aprovados deverão acessar o formulário de inscrição disponível em  http://www.capes.gov.br/bolsas/bolsas-no-exterior/doutorado-sanduiche-no-exterior-pdse  e preencher o Formulário de Inscrição com os dados pessoais e outras informações referentes ao Doutorado. O candidato deverá ainda submeter, por meio eletrônico a documentação abaixo relacionada:

a)Formulário de inscrição preenchido integralmente;

b)Currículo Lattes atualizado;

c)Carta do orientador brasileiro, devidamente assinada, em papel timbrado da instituição, justificando a necessidade do estágio e demonstrando interação técnico-científica com o coorientador no exterior para o desenvolvimento das atividades propostas(Observar adicionalmente o item 5.4.7 do Edital);

d)Carta do coorientador no exterior, devidamente assinada e em papel timbrado da instituição, aprovando o plano de pesquisa e informando o Mês/Ano de Início e Término do estágio no exterior, de forma a se compatibilizar com o prazo definido pela IES brasileira.(Observar adicionalmente o item 3.5 do Edital)

e)Teste de proficiência ou declaração do coorientador no exterior afirmando que o nível de proficiência em língua estrangeira que o aluno possui adequado para desenvolver as atividades previstas;

f)Currículo resumido do coorientador no exterior, o qual deve ter produção científica e/ou tecnológica compatível e a titulação mínima de doutorado;

g)Cópia digitalizada de documento de identificação;

h)Termo de Seleção de Candidatura ao PDSE, disponível em:  http://capes.gov.br/images/stories/download/bolsas/532015-Termo-Selecao-Candidaturas-PDSE-27-02-2015.pdf ;

i)Plano de estudos em português com, no máximo, 15(quinze) páginas, com cronograma do plano de atividades, incluindo a  infra-estrutura experimental ou laboratorial específica. O plano de estudos deve seguir as normas da ABNT (Observar item 5.4.3, parágrafo IX do Edital);

4-       Para a indicação dos alunos aprovados, solicitamos o encaminhamento de Memorando da Coordenação de Pós-graduação, entregue pessoalmente à Divisão de Programas e Bolsas/PR2, sala 811, Reitoria, ou o encaminhamento do Memorando digitalizado para elainegoulart@pr2.ufrj e julio@pr2.ufrj.br  até o dia 11/10/2016. O Memorando deve informar Nome do Candidato, Período de Estágio no Exterior (MÊS/ANO de Início e Término), Instituição no Exterior e País de Destino.

Eventuais dúvidas podem ser dirimidas pelo telefone 3938-1856.



Leia Mais...

MOÇÃO EM DEFESA DOS PROGRAMAS INSTITUCIONAIS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro, reunido em sessão de 25 de agosto de 2016, manifesta sua apreensão com a redução de cerca de 25% dos recursos destinados aos Programas Institucionais de Iniciação Científica pelo CNPq.

Há décadas, tais programas têm assumido importante papel na formação de jovens estudantes, iniciando-os na pesquisa e estimulando-os a dar continuidade às suas trajetórias acadêmicas na pós-graduação. No âmbito da UFRJ, centenas de alunos foram e têm sido acompanhados por experientes pesquisadores, ampliando o interesse discente pela investigação desde os primeiros períodos da graduação. Nos últimos anos, como resultado de esforços institucionais, registra-se progressivo aumento da demanda por bolsas de IC por nossos docentes que, cada vez mais qualificados, dedicam-se à formação acadêmica dos discentes. Mantendo-se aquela redução, o sucesso dos programas, seja em relação aos estudantes, seja em relação aos pesquisadores orientadores, estará seriamente comprometido.

O Conselho Universitário denuncia a gravidade da situação e alerta para os prejuízos decorrentes para o Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação e para o futuro da pesquisa no país. Assim, insta veementemente o CNPq a reconsiderar o corte orçamentário aplicado aos Programas Institucionais de Iniciação Científica.

 

Prof. Roberto Leher

Reitor



Leia Mais...

VI Prêmio de Fotografia, Ciência & Arte do CNPq

O CNPq Informa:

Estão abertas as inscrições para o VI Prêmio de Fotografia, Ciência & Arte. 

Maiores informações acesse o site www.premiofotografia.cnpq.br



Leia Mais...

VII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE MUSICOLOGIA DA UFRJ & II ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TEORIA E ANÁLISE MUSICAL

VII SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE MUSICOLOGIA DA UFRJ

& II ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TEORIA E ANÁLISE
MUSICAL

“MÚSICA NO UNIVERSO IBERO-AFRO-AMERICANO: DESAFIOS
INTERDISCIPLINARES”

RIO DE JANEIRO, 24 A 27 DE OUTUBRO DE 2016


VII SIM_UFRJ “Música no Universo Ibero-Afro-Americano” propõe debater as pesquisas musicológicas, em escopo abrangente, das diversas tradições culturais, contextos e tempos históricos, sendo de especial interesse do II Encontro_TeMA aprofundar o debate sobre os “Desafios Interdisciplinares entre as Musicologias e as Teorias Analíticas: Diálogos, Fronteiras e Intersecções”.
Tópicos: questões e tendências das musicologias ibero-afro-americana; musicologias e teorias analíticas: diálogos, fronteiras e intersecções; teorias e métodos analíticos e críticos no avanço do conhecimento disciplinar; a área de música e os desafios da intra-, inter-, multi- e trans-disciplinaridade; teorias analíticas e interculturalidades: identidades e alteridades, representação e tradução cultural; estudos interdisciplinares: música, cinema, artes visuais, teatro, literatura, filosofia, história, sociologia e antropologia cultural; diálogos culturais, circulação, transferência, recepção e apropriação de ideias, repertórios, estéticas, estilos, técnicas, práticas musicais e ideologias; patrimônio e acervos musicais; músicas de tradição escrita, oral e performática; cultura, sociedade e política; políticas institucionais, científicas, artísticas e culturais.

CRONOGRAMA

Prazo para submissão das propostas (resumo): 5 de setembro de 2016

Divulgação das propostas aprovadas: 20 de setembro de 2016

Realização do evento: 24 a 27 de outubro de 2016

Envio da versão integral do trabalho para seleção de publicação
no Anais: 30 de novembro de 2016

Resultado dos trabalhos selecionados para publicação nos Anais: 30
de dezembro de 2016

Envio da versão integral e revisada do trabalho para publicação
nos Anais: 31 de janeiro de 2017



Leia Mais...

V Jornada Integrada de Pós-graduação da área da Farmácia da UFRJ

A V Jornada Integrada de Pós-graduação será realizada no prédio da Faculdade de Farmácia da UFRJ, campus Fundão nos dias 29 e 30 de setembro com algumas alterações do formato dos anos anteriores com a participação de profissionais de diversas áreas da Farmácia em mesas redondas, além das conferências com professores convidados e apresentações de trabalhos em sessões orais e sessão de poster. 


As inscrições para nosso evento estão abertas até dia 07/08 e são online pelo site abaixo:



Para os alunos do Campus Macaé que desejam transporte e hospedagem, as inscrições deverão ser realizadas até dia 20/07!

Maiores informações pelo site ou através de contato por email: 





Leia Mais...

Evento de Integridade em Pesquisa



Leia Mais...

Moção aprovada pelo CEPG em 24 de junho de 2016

O Conselho de Ensino para Graduados, em sessão de 24 de junho de 2016, manifesta apreensão com a mudança da metodologia para a distribuição das verbas PROAP e PROEX, com destaque para o reforço na hierarquização das áreas do conhecimento. Este conselho registra ainda preocupação com o impacto danoso que os cortes de verbas têm representado à pós-graduação e à pesquisa.



Leia Mais...

Prêmio Capes de Tese 2016 reconhecerá teses defendidas em 2015 e artigos científicos derivados

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulga nesta terça-feira, 17, o edital nº 8/2016, referente ao Prêmio Capes de Tese – Edição 2016, que premia as melhores teses de doutorado defendidas em 2015 e artigos científicos derivados selecionados em cada uma das 48 áreas do conhecimento reconhecidas pela Capes nos cursos de pós-graduação adimplentes e reconhecidos no Sistema Nacional de Pós-Graduação.

As inscrições das teses e artigos derivados deverão ser feitas pelos coordenadores de programas de pós-graduação responsáveis pelos trabalhos até o dia 17 de junho. O resultado será divulgado no mês de setembro.

Prêmio Capes de Tese
Os premiados receberão passagem aérea e diária para o autor e um dos orientadores da tese premiada para que compareçam à cerimônia de premiação que ocorrerá na sede da Capes, em Brasília, no dia 14 de dezembro; certificado de premiação a ser outorgado ao autor, orientador, co-orientador (es) e ao programa em que foi defendida a tese; prêmio ao orientador para participação em congresso nacional, no valor de R$ 3 mil; e bolsa para realização de estágio pós-doutoral em instituição nacional por até 12 meses para o autor da tese.

A Fundação Carlos Chagas concederá, ainda, prêmio adicional aos vencedores nas áreas de Educação e de Ensino, sendo um prêmio para o (a) autor (a) da tese vencedora no valor de R$ 15 mil em cada uma das duas áreas e quatro prêmios na categoria Menção Honrosa no valor de R$ 5 mil cada, sendo duas premiações de Menção Honrosa em cada uma das duas áreas.

Grande Prêmio Capes de Tese
O Grande Prêmio Capes de Tese será outorgado em parceria com a Fundação Conrado Wessel para a melhor tese e artigo científico derivado selecionados em cada um dos três grupos de grandes áreas.

Em 2016, os Grandes Prêmios Capes de Tese terão as seguintes denominações: Grande Prêmio Capes de Tese Nise da Silveira (Ciências Biológicas, Ciências da Saúde, Ciências Agrárias), Grande Prêmio Capes de Tese Ricardo de Carvalho Ferreira (Engenharias, Ciências Exatas e da Terra e Multidisciplinar - Materiais e Biotecnologia) e Grande Prêmio Capes de Tese Octávio Ianni (Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes, Ciências Sociais Aplicadas e Multidisciplinar – Ensino). A tese e artigo científico derivado selecionados na área Interdisciplinar serão incluídos no grupo de grandes áreas que a comissão de premiação da referida área considerar mais pertinente.

Premiação
Os vencedores serão contemplados com passagem aérea e diária para o autor (a) e um dos orientadores da tese premiada para que compareçam à cerimônia de premiação que ocorrerá na sede da Capes, em Brasília; certificado de premiação a ser outorgado ao autor (a), orientador, co-orientador (es) e ao programa em que foi defendida a tese; prêmio ao orientador para participação em congresso internacional, no valor de R$ 9 mil; bolsa para realização de estágio pós-doutoral em instituição internacional por até 12 meses para o autor da tese; e prêmio no valor de U$ 15 mil para cada um dos premiados nas três grandes áreas, concedidos pela Fundação Conrado Wessel.

Os ganhadores do Grande Prêmio Capes de Tese deverão elaborar uma vídeo-aula com duração de 20 a 30 minutos, destinada a estudantes de ensino médio, abordando, de forma apropriada a tal nível educacional, o tema da tese de doutorado. As vídeo-aulas serão disponibilizadas no Portal de Periódicos da Capes,http://www.periodicos.capes.gov.br/

Site da notícia: http://capes.gov.br/component/content/article/36-salaimprensa/noticias/7909-premio-capes-de-tese-2016-reconhecera-teses-defendidas-em-2015-e-artigos-cientificos-derivados

Fonte:http://capes.gov.br/



Leia Mais...

Demanda do edital contra Zika é alta e atinge R$ 184 milhões

A Chamada Pública MCTI/FINEP/FNDCT 01/2016 – Zika, que visa apoiar financeiramente projetos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico aplicados ao combate do vírus da Zika, registrou uma demanda de cerca de R$ 184 milhões. O valor é mais de seis vezes o destacado para o edital – R$ 30 milhões não reembolsáveis, com recursos do FNDCT. Ao todo, foram submetidas 60 propostas de Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs).

As propostas deveriam estar vinculadas a 10 objetivos específicos - de aperfeiçoamento e aprimoramento de tecnologias, investigações de fisiopatologias de infecção, desenvolvimento de vacinas, terapias para afecções neurológicas causadas pelo vírus da Zika até a qualificação de centros de experimentação.

A Chamada Pública prevê apoio para despesas correntes, tais como materiais de consumo, softwares, instalação, recuperação e manutenção de equipamentos, passagens, diárias e despesas de patenteamento; despesas de capital, tais como equipamento, material permanente e material bibliográfico, pequenas obras, instalações civis e reformas necessárias ao desenvolvimento do projeto de pesquisa; e bolsa.

Site da notícia: http://www.finep.gov.br/noticias/todas-noticias/5238-demanda-do-edital-contra-zika-e-alta-e-atinge-r-184-milhoes

Fonte:http://www.finep.gov.br/



Leia Mais...

Finep lança Chamada Pública de R$ 30 milhões para apoio a ICTs


A Finep acaba de lançar Chamada Pública no valor de R$ 30 milhões para apoio a projetos relevantes e prioritários, em diversas áreas, de ICTs para manutenção e consolidação do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. A ideia é prover condições mínimas para o desenvolvimento das atividades estratégicas de pesquisa científica e tecnológica do país.

A Chamada se caracteriza como um Programa de Fluxo Contínuo destinado à seleção de projetos que venham a ser aprovados no ano de 2016, respeitada a disponibilidade orçamentária. Após a divulgação deste Edital, serão realizadas avaliações mensais de propostas por um Comitê de Seleção.

O valor total solicitado à Finep em cada proposta deverá ser, no máximo, de R$ 1 milhão. Esse montante poderá ser ampliado ou reduzido a critério da financiadora. Os valores concedidos poderão ser utilizados em até 24 meses, a contar da celebração do instrumento contratual.

As propostas devem ser encaminhadas à Finep, em formato pdf, para a caixa postal da Chamada (cp_apoioinstitucional2016@finep.gov.br), após o preenchimento do Formulário de Pré-projeto.  


Fonte:
http://www.finep.gov.br/noticias/todas-noticias/5236-finep-lanca-chamada-publica-de-r-30-mi-para-apoio-a-icts



Leia Mais...